quarta-feira, 23 de outubro de 2013

PLC 5555 - 2013

A facilidade do compartilhamento de vídeos e fotos na internet propiciou o surgimento de uma nova modalidade de violência de gênero: a divulgação de imagens íntimas de mulheres com intuito difamatório. O PLC 5555 - 2013 pretende tornar esse ato de violência (e de traição) um tipo de violência doméstica enquadrada na lei Maria da Penha. Faz sentido. O ato é predominantemente cometido por companheiro ou ex, é até meio óbvio que se trata de violência doméstica.

O site Votaweb permite que internautas opinem sobre projetos de lei. É bastante interessante checar a pesquisa feita pelo site porque é possível ver a cara da mentalidade brasileira por gênero e por estado. Claro que é uma amostra enviesada, já que só vota no site quem tem acesso à internet e investe tempo logando, mas não deixa de trazer bastante informação devido ao tamanho. Aliás, é até legal porque a gente sabe que quem tem acesso à internet tende a ter maior poder aquisitivo, então dá até pra ter uma ideia do perfil da amostra.
     
Eu já tinha feito um vídeo comentando o assunto, mas resolvi postar um texto também porque os prints da votação da lei no  Votaweb são muito interessantes e merecem ser compartilhados. Neste print, é possível notar que duma amostra de 4274 homens que votaram, 67% deles são contra a lei. Sério.

Votos dos homens











Pela amostra do Votaweb, só 1/3 dos homens são pegáveis... haha E pior que tinha homem perguntando nos comentários qual lei protegeria os homens. Fala sério, esses caras têm algum problema grave de distorção da realidade. Homem querendo proteção legal contra esse tipo de crime seria como mulheres exigindo cobertura de câncer de próstata pelo convênio.

Logo em seguida, percebemos que a maioria das mulheres é a favor. Das 1736 que votaram, 86% são favoráveis.

Votos das mulheres

É evidente que há recorte por gênero nesse tipo de crime, visto que é praticado quase que exclusivamente por homens e contra mulheres. Os criminosos sabem que a sexualidade feminina ainda é controlada em nossa sociedade e se utilizam disso para agredir mulheres num ato de extrema misoginia.

O mais preocupante nessa história toda é que a maioria dos homens considera que as mulheres merecem ser punidas pelo ato sexual com a humilhação pública. Pior, talvez esse crime já esteja na lista de maldades que eles pensam em cometer contra mulheres caso sintam vontade. Por que alguém seria contra punição para um crime caso não pensasse em cometê-lo?

É ruim saber que a média dos homens têm uma mentalidade repulsiva no que se refere a mulheres. Mas nem tudo é má notícia. Afinal, a votação pela web é só uma pesquisa. Quem decide não é a maioria da população. Mulheres constituem uma minoria, e direitos de minorias não são escolhidos pela maioria. 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Eu me reservo o direito de não responder perguntas cuja resposta esteja no próprio post. Comentários imbecis e sem embasamento estão sujeitos a ridicularização. Comente por sua conta e risco. Obrigada!