sexta-feira, 22 de novembro de 2013

A felicidade é de pelúcia

A felicidade é de pelúcia

Postada originalmente em 23/10/2006 às 02h56.

Alegria surge macia; brincamos com ela e logo está cheia de mofo.
Somos agredidas/os e não temos tempo de sofrer. A vida urge. E passamos as horas fingindo que não doeu nada.
Quando a memória da dor chega, precisamos fazer outra coisa e não pensamos nela.
Colorida e dolorida.

 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Eu me reservo o direito de não responder perguntas cuja resposta esteja no próprio post. Comentários imbecis e sem embasamento estão sujeitos a ridicularização. Comente por sua conta e risco. Obrigada!